portosentido

Na estrutura do Porto há sempre um manda chuva. Uma pessoa que, nos momentos difíceis, se mostra presente e nos momentos prósperos sabe gozar o seu sucesso. No Porto é fácil identificar o manda-chuva. É fácil identificar o seu homem do leme: Pinto da Costa.
Um presidente não deve, em cada derrota, fazer uma visita ao balneário ou ao treino da equipa. Uma situação como essa pode colocar mais pressão tanto na equipa técnica como nos próprios jogadores. No entanto, existem certas situações em que é necessário a intervenção do presidente.

Após a derrota, em casa, perante o Atlético de Madrid, Pinto da Costa fez questão de se dirigir ao campo do Olival para conversar com os membros do plantel do Porto e em especial com Paulo Fonseca. A visita do homem do leme azul e branco mostra o engenho que Pinto da Costa tem mostrado ao longo do seu reinado no FC Porto. Numa situação que podia, devido à forma como o Porto perde o jogo com o Atlético, deixar marcas, Pinto da Costa fecha todas as portas e janelas à possível desconcentração.

No Porto, mais do que em qualquer outro clube em Portugal, a personagem do presidente é a mais forte. É em situações como estas que um presidente pode fazer pender a balança para o positivo e tentar tirar bons indícios de uma derrota. Após a primeira derrota da era Paulo Fonseca, quem faz a equipa levantar não é o treinador. Quem diz “presente” é o homem do leme. No próximo Domingo, contra o Arouca, não vai haver, em nenhum jogador do Porto qualquer tipo de memória do jogo da Champions. O Porto será Porto!

Um aparte…
Não posso deixar passar em branco o aniversário de cha cha cha Martinez. O goleador colombiano completa hoje 27 anos. Sendo um dos grandes obreiros da conquista do campeonato do ano passado é-me muito complicado deixar passar esta marca. Jackson Martinez faz 27 anos. Esperemos que, este ano, sejam 27 os golos que irá marcar ao serviço do Porto.

Anúncio Publicitário